Dicas para sua primeira viagem à Espanha

Dicas para sua primeira viagem à Espanha

5 Dezembro, 2018 0 Por segurodviagem
Spread the love

A Espanha não é apenas um mundo em si – são vários mundos. Esta nação de regiões semiautônomas, é fascinante para passar o tempo, onde as culturas diferem muito de uma vila para outra. Basta estar preparado para aprender vários idiomas e comer muita comida.

1. Os espanhóis não falam espanhol

Todos lá falam espanhol. Mas, para muitos espanhóis, a língua que conhecemos como espanhol é, na verdade, a segunda língua deles. Em Barcelona eles falam catalão. Em San Sebastian e Bilbao eles falam basco. Na Galícia eles falam galego. Em outras regiões, as pessoas falam aragonês, asturiano e leonês. Todos poderão se comunicar com você em espanhol, mas preferirão sempre usar sua língua nativa.

2. Barcelona não é assustadora

Apesar de sua reputação de pequenos furtos e crimes de rua, Barcelona não é assustadora. Na verdade, como em qualquer grande cidade do mundo, os visitantes só precisam tomar precauções padrão, como fechar as mochilas e deixar joias caras bem guardadas para garantir que a estadia esteja livre de incidentes.

3. É realmente quente.

Vá para qualquer lugar ao sul de Madri no verão e você verá que o lugar é um forno absoluto. Temperaturas em cidades como Sevilha e Córdoba regularmente chegam aos 40 graus durante os meses de julho e agosto. Isso faz você entender porque as sestas são tão populares.

4. Cada região poderia ser um país

Há uma quantidade incrível de diversidade na Espanha – este é um país composto de 17 regiões semiautônomas, cada uma das quais se apega ferozmente a uma cultura única. Desde os bascos no norte até os andaluzes no sul, os catalães no leste até os leoneses no oeste. Viajar pela Espanha é descobrir o que parece ser um novo país em quase todas as esquinas.

5. A comida espanhola é incrivelmente boa!

Você pode chegar na Espanha com baixas expectativas em relação à comida – afinal, nosso principal contato com a culinária espanhola é a paella. Você descobrirá que a comida espanhola não é apenas boa, é uma das melhores, senão a melhor do mundo. Um dos melhores restaurantes do mundo, o El Celler de Can Roca, fica na Espanha. A comida na Espanha é tão querida e apreciada quanto em qualquer lugar da Europa, com especialidades regionais e culinária caseira, mostrando o melhor da gastronomia em todo o país.

6. A comida estrangeira é ruim

Os espanhóis são incrivelmente bons em fazer sua própria comida, mas são bastante ruins em produzir gastronomia de outros países. Não tente saborear comida chinesa, tailandesa ou vietnamita, ou mesmo italiana na Espanha. Atenha-se ao cardápio local. (A única exceção para isso é Barcelona, ​​onde praticamente tudo é bom!)

7. Os espanhóis não falam inglês

Você está na Europa, certo? Todo mundo fala inglês. Ou pelo menos um pouquinho. Exceto na Espanha, ou seja, quando você se desviar dos caminhos turísticos de Barcelona e Madri, descobrirá que poucas pessoas podem falar com você em inglês. Isso não significa que os locais não sejam amigáveis ​​- eles farão o possível para ajudar.

8. Um pouco de esforço para a língua

Como poucas pessoas possam falar inglês, qualquer tentativa que você faça para se expressar na língua nativa deles será muito apreciada. Especialmente se essa língua não for o espanhol. Aprenda apenas o mínimo de palavras em basco, galego ou catalão, e você verá franzimentos instantaneamente transformados em sorrisos, portas serão milagrosamente abertas e você fará amigos para a vida toda.

9. Nem sempre é Europa

Em cidades como Córdoba, Granada, Alicante e Sevilha, você pode ser perdoado por pensar que cruzou o norte da África. Há uma enorme influência arquitetônica mourisca nessas cidades, desde a glória da Alhambra de Granada até o Real Alcazar de Sevilha e a incrível Mesquita em Córdoba. É uma grande mudança em relação ao resto da Europa.

10. La Sagrada Familia é impressionante

A Basílica de São Pedro e Notre Dame podem chamar a atenção, mas de longe a igreja mais impressionante que você já viu.  O mais impressionante edifício que você já verá é o La Sagrada Familia, em Barcelona. A obra-prima de Gaudi é impressionante do lado de fora e ainda mais incrível por dentro.

11. Siesta

Ter uma desculpa para tirar uma soneca depois do almoço é certamente um costume que a maioria das pessoas pode aderir. No entanto, se você não quiser dormir e tentar obter algo entre as 14h e as 16h – por exemplo, indo às compras – você ficará frustrado pelo fato de que tudo está fechado e todo mundo se foi. Isto não se aplica, felizmente, em Barcelona e Madrid.

12. É barato

Enquanto a Europa em geral pode ser bastante cara, a Espanha é agradavelmente acessível, particularmente no sul. Vá para Sevilha ou Granada e uma refeição em um restaurante custará menos de US$ 20; uma cerveja em um bar será 2 dólares. A hospedagem também é surpreendentemente barata em grande parte do país.

13. Os clichês realmente acontecem

Vá para qualquer bar antigo em Granada e há uma chance razoável de que alguém pegará uma guitarra flamenca e começar a tocar, e alguém cantará junto. Existem bares de tapas para todo  lado. As touradas acontecem e algumas pessoas as amam. Todos são orgulhosos da região de onde eles vêm. Siestas são populares.

14. Jamon é a melhor coisa de todas

Para os estrangeiros, é apenas uma perna curada de presunto. Para os espanhóis, no entanto, o jamon iberico é uma obra de arte, desde a criação do porco até a cura do presunto, incluindo a maneira como ele é cortado em fatias finas sem osso. Esta é uma verdadeira iguaria, da qual os espanhóis são orgulhosos.

15. A paisagem é deslumbrante

É fácil se apaixonar por lugares como San Sebastian, Valencia, Barcelona, ​​Sevilha ou Cádiz. Mas algumas das melhores partes da Espanha ficam fora das cidades: regiões como a Galícia, com seus vales e falésias, ou Andaluzia, com suas colinas estéreis, ou Rioja, com suas paisagens cobertas de vinhas.

16. Você não pode sair de casa sem um lenço

Quer se encaixar no modismo espanhol masculino? Então você terá que arranjar um cachecol de homem. Particularmente na Andaluzia, parece que os homens espanhóis se consideram praticamente nus se não têm algo enrolado no pescoço.

17. Apenas turistas comem antes das 21h

Muitos restaurantes não vão abrir as portas antes das 8 da noite. Se o fizerem, você encontrará dois assentos de jantar: o assento de turista, que começa aproximadamente às 19h e o assento espanhol, que vai das 21h até meia-noite. Os espanhóis gostam de sair tarde e esticar até tarde. Você precisará ajustar o relógio do seu corpo e curtir a siesta.

18. Há festivais muito melhores do que La Tomatina

Enquanto todo mundo sabe sobre o Running of the Bulls e a grande luta do tomate chamada de La Tomatina, os melhores festivais espanhóis são aqueles que você provavelmente nunca ouviu falar. Há uma Semana Santa, durante a qual grandes procissões de rua acontecem em todas as cidades; há Las Fallas, um desfile de rua e o festival do fogo em Valência; há Moros y Cristianos, uma recriação de uma antiga batalha no sul de Valência; e a Calcotada, uma celebração catalã de cebolinhas.